TORNEIO DE VERÃO - SANTOS - FINAL ELITE

A última etapa do Torneio de Verão SP foi disputada na área portuária da cidade com a vitória do The Flash Nilceu na Elite e consagração de Hector Aguilar como grande campeão da 25ª Edição do Torneio. Na categoria Elite Feminino quem levou a melhor foi Luciene Ferreira, também da equipe de Pinda com Janildes Fernandes, goiana que corre na equipe de São José na segunda colocação. 

Breve Relato:

A competição serviu para mostrar a força da equipe de Pinda que conta com grandes nomes do ciclismo local em seu elenco e também com o uruguaio Hector Aguilar que deu uma boa demonstração de técnica e força ao alcançar a liderança e nitidamente desacelerar para favorecer seus colegas de equipe.

Mas outros nomes também brilharam na prova, como o ciclista de Goiânia, Glauber Alexandre que corre hoje pela equipe de Suzano e faturou uma das etapas ao bater um sprint disputadíssimo com os principais ciclistas do país. Vale destacar que Glauber largou sozinho, isso mesmo, não havia mais nenhum ciclista de sua equipe correndo e mesmo assim ele terminou o Torneio na 3ª colocação do Geral da Elite. 

Glauber faz parte de uma nova geração de ciclistas que ocupa posição importante no cenário nacional do ciclismo. Isto fruto de um povo apaixonado pelo esporte que investe e insentiva seus jovens a treinar e competir. Parabéns à cidade de Goiânia pelo belo exemplo.  

Pontos Positivos

Competição difícil com atletas de qualidade em todas as categorias o que elevou o nível e com certeza trouxe aprendizado a todos. Circuitos simples e também muito técnicos colocaram à prova os ciclistas que se aventuraram. 

Santos é um lugar excelente para pedalar, há pessoas que utilizam a bicicleta como meio de transporte em número que nunca vi em lugar nenhum do Brasil. Muita gente utilizando a ciclovia e os motoristas parecem estar adaptados a esta realidade.

Pontos Negativos

As medalhas de etapas chegam a ser ridículas, pequenas demais e parecem aqueles presentes de R$ 0,99, dá até vergonha mostrar para os familiares, poderia ser algo com mais carinho pelo número de participantes e principalmente pela tradição da prova. O circuito da última etapa era horrível, com tampas de bueiros abertas (mas sinalizadas), asfalto ruim e várias carretas estacionadas na lateral da reta de chegada (um crime, Nilceu quase entrou num caminhão).

A segurança também deixou a desejar um pouco, bicicletas foram roubadas, mas não dá para saber até que ponto a organização pode fazer algo, porque isso se trata de segurança pública.

Ao fim e ao cabo, o Torneio foi muito bom, uma verdadeira escola de ciclismo à beira do mar. Valeu pela disputa e experiência adquirida.

Comentários

  1. Paulo Gibertoni -Tremendão team1 de março de 2011 12:02

    Tambem achei o circuito da ultima etapa muito precário, e a organização deveria fiscalizar as categorias pois na nossa tinha muita gente que não era da master e sim da opem, mas como não conseguiram acabar na categoria acabaram entrando na master e atrapalham o desenrolar da prova.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Ao comentar, mantenha o respeito, evite palavras de baixo calão e se identifique. Comentários impróprios não serão publicados.