MARCONI RIBEIRO E SEUS FEITOS


Quem viu Marconi há uns 4 anos atrás, quando ainda estava impedido de pedalar por problemas de saúde, via em seus olhos que ele não estava feliz. Faltava algo em sua vida, uma porta não estava aberta, ele não podia mais pedalar.

Certo dia eu quis voltar a pedalar e coincidentemente Marconi também, isso foi no dia 1º de maio de 2008 e nós saímos para fazer uma trilha. O pedal foi como uma viagem no tempo eu não subia numa bici desde 2004 e Marconi já estava há algum tempo sem treinar, logo em seguida fomos convidados a pedalar pela Ciclo Race e cá estamos nós até agora.

Desde então sou testemunha de um trabalho que tem sido realizado dia a dia, não só por Marconi, mas por todos da equipe, é como Beto fala: "Tem dias que só pedalo porque temos um grupo..." Mas não é só você, todos somos assim, pedalar com o grupo mantém a equipe viva. Todos trabalhamos, temos problemas, dificuldades, contas para pagar, alguns têm filhos, outros moram longe, mas ao fim e ao cabo estamos treinando juntos quase que todos os dias e colhemos os frutos em corridas, mas nesta em especial Marconi Ribeiro superou todas as expectativas e se tornou Vice Campeão do Mundo de MTB.

O exemplo de superação de Marconi ao sair de um grave problema saúde e voltar a treinar é um fator motivador para mim e acredito que para todos que conhecem bem sua história. Além de talentoso ciclista, Marconi é parceiro e antes do Mundial Road me passou dicas de treinamento fundamentais para o resultado que tive e assim saímos os dois premiados desse grande desafio que era um sonho: ter um troféu UCI na estante: sonho realizado, todos os dias olho para ele e começo a sorrir. Até então, o único brasileiro a conseguir este feito era o valente Hugo Andrade, que juntamente com Beto desbravaram o Mundial Máster da Áustria.

Mas hoje o foco está na direção de Marconi Ribeiro que é o atual Campeão Brasileiro de MTB Maratona, de Contra Relógio e de Estrada, fora isso foi Campeão da Volta do Uruguai, Vice Campeão da Copa Internacional de MTB mesmo faltando a uma prova, Vice Campeão da prova de Montanha na Áustria, onde também faturou o seu primeiro troféu UCI na prova de Contra Relógio com um 11º lugar e outro na prova de estrada com um 13º, ambas as provas premiam até o 15º, só quem vai lá pode falar o que é está entre os quinze...

Só tenho a dizer que Marconi é um cara querido por todos dentro do pelotão e que seus feitos só acrescentam para o ciclismo local. Quem dera tivéssemos mais uns cinco como ele para fazer a coisa render mais. Vou terminar esta nota com duas mensagens internas do grupo, uma de antes da prova enviada pelo próprio Marconi e outra de depois da prova enviada pelo Marcelo Ianine:

"GALERA, ESTOU EM CAMBURIÚ PARA CORRER O MUNDIAL DE MTB, O NEGÓCIO AQUI VAI SER DURO VIU! O CIRCUITO SOBE PRA CARALHO E AS DESCIDAS SÃO BEM TÉCNICAS. GOSTEI, É DO JEITO QUE EU GOSTO.
ESTOU CONCENTRADO PARA A PROVA E VOU LUTAR PRA FICAR BEM COLOCADO. AQUI ESTÃO TODOS OS FERAS PRA BRIGAR PELO TÍTULO, HJ EU PEGUEI A BALSA COM O CAMPEÃO EUROPEU E DUAS VEZES CAMPEÃO DO MUNDO, É UM ITALIANO PRA VARIAR.
VOU VER SE CONSIGO MARCAR ELE NA PROVA, TOMARA QUE CONSIGA RSRSRSRS
TORÇAM POR MIM AÍ!!!
MANDO MAIS NOTÍCIAS, ABRAÇO!!!
 
CABELEIRA"


"Marconi,


Parabéns pela conquista! Só reflete o excelente ciclista que você é. Aliás, não apenas um ciclista, um campeão não somente da bike: uma pessoa de bem, um excelente amigo, humilde companheiro, respeitoso com seus semelhantes. Você é um cara 1000! Merecidíssima a sua vitória!
Abraço,

Iannini"



Valeu Magrelo!!!! Você é o cara! Parabéns por mais este feito!

Comentários

  1. marcos vinicio borges mota15 de setembro de 2010 14:42

    Olá Pessoal da Ciclo Race.
    Queria dizer que esse relato sobre o Cabeleira foi excelente. Às vezes eu me pergunto o que ainda quero com o ciclismo; o esporte é duro, os treinos nunca são fáceis e leva um tempo considerável pra vc conseguir uma pequena melhora no rendimento.
    Ler o relato sobre o Cabeleira trouxe um ânimo muito grande para continuar lutando. O cara é realmente um exemplo pra gente de brasília que gosta de pedal.
    Parabéns para o cabeleira e para toda a ciclo race, um orgulho de Brasília.

    ResponderExcluir
  2. Marcos,

    Com certeza o ciclismo é um esporte muito cansativo. Exige uma dedicação imensa. Ainda tem a variável comum do corpo, pode ser que você simplesmente acorde num dia ruim e este dia é o dia da corrida...aí sim é uma merda. Mas é como gosto de pensar na hora do sufoco:

    "o sofrimento é passageiro, mas a glória da conquista dura para sempre."

    Grande abraço e bons treinos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Ao comentar, mantenha o respeito, evite palavras de baixo calão e se identifique. Comentários impróprios não serão publicados.